Mantendo a temperatura certa com a Internet das Coisas - ilustração

Mantendo a temperatura certa com a Internet das Coisas

Por Neha Agarval, Global Proposition Director da área de Asset Visibility Solutions da BT

Sensores instalados em freezers de sorvete garantem que o cliente terá sempre à disposição um produto perfeito.

Novas fontes de dados serão grandes aliados de empresas como as do setor de produtos alimentícios, por exemplo, ajudando a monitorar a qualidade e o fornecimento de produtos perecíveis – até mesmo no ponto de venda.

Difícil encontrar quem não goste de sorvete, principalmente no calor. Mas o problema é que ele é um produto perecível, e não é nada agradável encontrar potes com sorvete derretido no freezer. Mas, com a Internet das Coisas (Internet of Things – IoT) e a análise dos dados gerados pelos sensores em tempo real, os fabricantes podem garantir a qualidade do produto, manter as vendas e reduzir o desperdício.

Refrigeração e reputação

Para manter a sua qualidade, os sorvetes precisam ser estocados na temperatura correta em toda a cadeia de suprimento – até o momento em que o consumidor abre o freezer e escolhe o produto.

Por isso, os grandes fabricantes oferecem freezers personalizados com a marca, sem custo, para os varejistas – desde grandes redes de supermercados até mercearias e padarias.

Controlando o ponto “gelado” da cadeia de suprimentos

Se a temperatura do freezer estiver acima do indicado, o sorvete pode se estragar. A variação de apenas um ou dois graus pode mudar a textura e o sabor do produto, e se a temperatura subir ainda mais dentro do freezer, o sorvete pode ficar impróprio para consumo. Certamente o resultado será clientes reclamando, menos vendas, além do potencial risco à imagem da marca.

O problema é que a partir do momento em que o freezer é enviado para o varejista, o fabricante não tem mais controle ou visibilidade desse importante ponto “gelado” da cadeia de suprimentos. Não há como garantir que o varejista está mantendo o sorvete armazenado na temperatura correta.

Mas a chegada de sensores de baixo custo e mais conectividade está mudando esse cenário, oferecendo a oportunidade de monitorar a temperatura em milhares de freezers.

Sensores medem a temperatura e enviam dados em tempo real, alertando quando ela está alta, e o fabricante pode imediatamente entrar em contato com o varejista ou, caso os dados indiquem que há um problema mecânico, enviar um técnico para efetuar o conserto.

Sensores, vendas e reposição de estoque

Ao mesmo tempo, outro sensor está monitorando o “abre e fecha” no freezer – uma boa base para analisar as vendas.

Os fabricantes podem usar esses dados para inserir mais inteligência ao cronograma de reabastecimento. Com isso, os clientes nunca ficarão frustrados porque não encontraram seu sorvete predileto por conta de atraso na entrega, enquanto os fabricantes otimizam a produção e reduzem custos.

Câmera e GPS ajudam a preservar a marca

A Internet das Coisas também oferece outras ferramentas que ajudam os fabricantes a garantir a reputação da marca. Quantas vezes você já encontrou outros produtos, como pizza congelada, por exemplo, no freezer de sorvete? Com o uso de câmeras conectadas, os fabricantes podem monitorar se os seus freezers estão sendo usados de forma apropriada – para vender os seus sorvetes.

Já sensores com GPS permitem monitorar a sua localização e, no caso de mudança de lugar, o fabricante pode rapidamente contatar o varejista e saber se houve algum problema. Em caso de roubo, o GPS ajuda a localizar e recuperar o freezer.

Um divisor de águas para o setor

Recentemente, concluímos uma prova de conceito para uma grande organização da área de bens de consumo. O fabricante pôde comprovar como os dados provenientes de sensores instalados nos freezers podem ajudar a otimizar a sua distribuição, acabar com o desperdício e reduzir custos.

A capacidade de coletar e analisar dados funciona como um divisor de águas, não apenas para os fabricantes de sorvetes, mas para todas as organizações que querem garantir a qualidade de seus produtos em complexas cadeias de suprimentos.

Entre em contato e descubra como a Internet das Coisas pode ajudar a sua organização a aumentar as vendas e manter a reputação da sua marca.

 

voce-tambem-vai-gostar-de-ler

Tecnologias digitais: espaço para crescer na indústria brasileira e Você está pronto para a próxima revolução industrial?

 

Deixe o seu comentário

*