Top5-Setembro

Top 5: inteligência, serviços de ponta e segurança digital

Os posts mais lidos em setembro denotam o interesse dos leitores por tecnologias tanto para o ambiente doméstico quanto para o social e o corporativo, além da preocupação com a segurança digital.

[Ler mais …]

Richard Lima

Uma rede de avançados datacenters na América Latina

Por Richard Lima, Datacentre Product Manager, Brasil

 

BT amplia sua estrutura de datacenters na América Latina para oferecer serviços seguros de cloud computing e hospedagem a clientes da região. 

[Ler mais …]

Ataques cibernéticos cada vez mais constantes e eficazes - imagem - 2

Ataques cibernéticos cada vez mais constantes e eficazes

No Brasil, 48% das empresas ouvidas foram alvo de ataques cibernéticos nos últimos 12 meses.

Num mundo cada vez mais conectado, infelizmente a ameaça de hackers é constante. E um dos ataques cibernéticos preferidos pelo hacktivismo é o DDoS (Distributed Denial of Service),quando uma ação coordenada aumenta agressivamente o número de acessos a um determinado endereço eletrônico, em número superior à capacidade do servidor, impedindo o acesso de usuários legítimos. O resultado final pode ser devastador: inatividade, perda de receita e comprometimento da marca, como em casos de ataques a sites de compra on-line ou de cartões de crédito, por exemplo.

Pesquisa realizada para a BT pela Vanson Bourne em maio de 2014, que ouviu 640 líderes de TI de grandes organizações em 11 países, aponta que os ataques DDoS estão mais eficazes e capazes de romper as barreiras de segurança das empresas, causando grandes problemas e algumas vezes até mesmo interrompendo o trabalho.

Entre as organizações ouvidas no Reino Unido, França, Alemanha, Estados Unidos, Espanha, Brasil, Oriente Médio, Hong Kong, Singapura, África do Sul e Austrália, 41% admitiram que foram alvo de ataques DDoS em 2013 e, entre essas, 78% foram atacadas duas vezes ou mais no período.

 

Brasileiros estão atentos

Os líderes de TI de organizações brasileiras estão entre os que mais se preocupam com os riscos à segurança digital. De acordo com a BT, no Brasil 74% deles manifestaram preocupação com ataques DDoS, ante 58% globalmente. Entre as organizações pesquisadas, 68% têm um plano de mitigação estabelecido para o caso de um ataque DDoS, mas apenas 26% acreditam que dispõem de recursos suficientes para neutralizar a ameaça, capaz de derrubar o site da empresa e sobrecarregar um datacenter e a rede.

Em todo o mundo, quase seis entre 10 (59%) dos entrevistados concordam que os ataques DDoS estão mais eficazes e podem burlar as medidas de segurança de TI. Os hacktivistas muitas vezes estão adotando modelos híbridos, ou multi-vetor, tática que envolve ataques através de múltiplas plataformas. Esse tipo de ataque aumentou 41% em 2013.

Globalmente, as organizações demoram cerca de 12 horas para voltar as atividades normais após um ataque cibernético e, no Brasil, 54% dos líderes de TI admitiram que os ataques derrubaram seus sistemas por mais de 6 horas – quase um dia inteiro de trabalho.

Mark Hughes, presidente da BT Security, destaca que “os ataques DDoS têm evoluído bastante nos últimos anos e são uma preocupação legítima para a continuidade dos negócios. Eles podem ter um impacto negativo nas receitas e levar uma organização a uma crise. Reputações, receitas e a confiança do cliente estão na mira dos ataques DDoS. Os setores de finanças e varejo, assim como as empresas de e-commerce, são particularmente afetados quando seus sites ou negócios são o alvo”.

Para ele, é essencial conscientizar os funcionários e contar com a parceria de um fornecedor confiável de serviços de segurança digital, capaz de monitorar a rede contra ameaças cibernéticas. “Somente quando a segurança é otimizada as organizações são capazes de aproveitar as oportunidades de um mundo cada vez mais conectado”, completa Hughes.

 

Se você se interessa pelo tema da segurança digital e ação dos hackvistas, leia também “Os hackers e o sete de setembro” e “Segurança: você cuida da integridade de sua rede 24 horas por dia?

BT tem novo vice-presidente para a América Latina

BT tem novo vice-presidente para a América Latina

Sua missão como vice-presidente é contribuir para o crescimento dos clientes nos 22 países latino-americanos onde a BT atua.

Desde o início de setembro à frente das operações na região, ele irá liderar os mais de mil profissionais da BT na região, tendo como maior objetivo oferecer o suporte necessário aos clientes globais que investem na América Latina, assim como apoiar as grandes empresas latino-americanas nos seus planos de expansão internacional. [Ler mais …]

Top 5: os destaques de agosto

Top 5: os destaques de agosto

Profissionais da BT Brasil brilham em agosto, colocando entre os destaques do mês seus comentários sobre diferentes aspectos do mercado de tecnologia.

Nossos Top 5, os posts mais lidos do mês de agosto, tratam de diferentes aspectos do mercado, como a comunicação por satélite e o papel do “canteiro de antenas” da BT em Hortolândia. Ainda no tema da comunicação satelital, despertou o interesse dos leitores as possibilidades que oferece ao comércio. A integração das corretoras de valores brasileiras a uma rede global reunindo instituições financeiras e as garantias de segurança oferecidas pelo data center brasileiro da BT mereceram a atenção dos leitores. E a discussão sobre as formas que toma a inovação de acordo com as prioridades de cada CIO foi um dos assuntos mais cotados em nosso blog.  [Ler mais …]