Manhattan, New York City, New York State, USA --- Businesspeople sitting and looking at cellphones outdoors --- Image by © Image Source/Corbis

Bancos, smartphones e tráfego móvel

Relatório da Cisco mostra que em 2021 o número de smartphones será maior do que o de contas bancárias, aumentando, e muito, o tráfego móvel.

Ter uma conta bancária não é nada de especial, assim como ter um smartphone também já não é um diferencial. Mas o que uma coisa tem a ver com a outra? A questão é que, segundo a última edição do relatório Cisco Visual Networking Index, até 2021, a população global terá mais telefones celulares (5,5 bilhões) do que contas bancárias (5,4 bilhões). O resultado é que esse aumento do número de smartphones, junto com a Internet das Coisas (Internet of Things – IoT), deve fazer com que o tráfego móvel global cresça sete vezes até 2021, passando de 87 Exabytes para 587 Exabytes anuais. Essa projeção representa um crescimento de 122 vezes em relação a 2011.

Segundo os analistas, no Brasil o tráfego de dados móveis terá um crescimento duas vezes mais rápido que o tráfego IP entre 2016 e 2021; e 77% das conexões móveis no país serão conexões “inteligentes” até 2021, ante 52% em 2016. Além disso, o tráfego de vídeo móvel crescerá 6,8 vezes entre 2016 e 2021, uma taxa de crescimento anual de 47%.

No geral, o tráfego anual de dados móveis no Brasil crescerá cinco vezes – 1,8 Exabytes em 2016 para 9,4 Exabytes em 2021 – o que, por mês, significa em salto de 150 Petabytes para 784 Petabytes em 2021, o equivalente a 196 milhões de DVDs.

Wearables ganham mais espaço

O estudo aponta que em 2021 o número de dispositivos wearables, em todo mundo, deverá ser de 929 milhões, um aumento de quase três vezes em relação ao total de 325 milhões em 2016, impulsionando o crescimento das conexões máquina a máquina (M2M), que deverá ser responsável por 29% (3,3 bilhões) das conexões móveis, ante 5% (780 milhões) em 2016.

No Brasil, o número de dispositivos wearables deverá chegar a 15 milhões até 2021 – em 2016 eram cinco milhões, segundo o relatório. E o tráfego M2M crescerá 11 vezes entre 2016 e 2021, o que representa uma taxa de crescimento anual de 63%.

Para os analistas, o tráfego M2M será o tipo de conexão móvel com crescimento mais rápido em todo o mundo, já que aplicações de IoT, tanto corporativas quanto pessoais, estarão cada vez mais presentes.

voce-tambem-vai-gostar-de-ler

Serviços dinâmicos de redes: finalmente, a rede ganha um novo modelo de serviços e Como os dispositivos vestíveis afetam os negócios

 

Deixe o seu comentário

*